A floresta grita por socorro

A floresta grita por socorro
Imagem disponível em: http://www.mobilizadores.org.br/noticias/por-que-a-amazonia-e-vital-para-o-mundo/

          O Estado do Pará lidera o desmatamento da Amazônia Legal. Dos nove estados, o Pará está à frente das outras unidades federativas no quesito derrubada da floresta, nos últimos 12 meses. As informações são do Sistema de Alerta de Desmatamento, desenvolvido pelo Imazon.
            O sistema informa que já foram desmatados quase 3 mil km² de floresta. Um aumento de 62% na prática de desmatar. Os estudos divulgados em julho de 2020, abrangem análises desde agosto de 2019.
            Já foram derrubados 6.536 Km² de mata nativa, um aumento de 29% em relação ao ano anterior.  Este cenário apresenta complicações quando as terras dos indígenas são afetadas ao serem invadidas e desmatadas. Outro complicador é o tempo de queimadas que ainda não chegou, subentendendo-se maior destruição.
              Segundo o Imazon, entre as cidades da região que mais desmataram estão: Altamira (PA), Lábrea (AM), São Félix do Xingu (PA), Porto Velho (RO), Itaituba (PA).
        O desmatamento destrói a flora, a fauna, desabriga animais e pessoas. Em alguns casos, são implantados pastos, lavouras. Em outros, a madeira é derrubada e contrabandeada. Quando é. Ao que parece aos olhos mais preocupados, é que o grito da floresta sendo destruída não está ecoando alto suficiente.

 

Da Redação
Francimar Bezerra

 

Compartilhar

Deixe uma resposta