Goiânia começa a aplicar 2ª dose da CoronaVac em profissionais da saúde e idosos que vivem em asilos

Goiânia começa a aplicar 2ª dose da CoronaVac em profissionais da saúde e idosos que vivem em asilos

Na manhã desta segunda-feira, abrigados no Abrigo São Vicente de Paula receberam o reforço. Capital já aplicou mais de 60 mil doses de vacinas contra Covid-19.

Na manhã desta segunda-feira (15), idosos do Abrigo São Vicente de Paula, em Goiânia, foram os primeiros a receber a 2ª dose da CoronaVac na capital, finalizando o processo de imunização contra a Covid-19 para esse grupo prioritário. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também informou que estão recebendo esse reforço os profissionais que estão na linha de frente no combate à pandemia que foram imunizados no início da campanha de vacinação.

A vacinação de idosos de 85 anos ou mais ocorreu na semana passada em nove locais. Aqueles que não conseguiram se imunizar nos dias previstos no cronograma poderão procurar os postos que serão montados para idosos de 84 anos – o próximo grupo a ser imunizado. Os locais, dias e horários dessa imunização ainda não foram divulgados.

Ainda de acordo com a SMS, mais de 60 mil moradores da capital receberam a 1ª dose da CoronaVac ou AstraZeneca. Desse total, 51.374 fazem parte do grupo de maior prioridade e que está recebendo o reforço a partir desta segunda: trabalhadores da saúde e idosos institucionalizados.

Para receber o reforço da CoronaVac, a SMS está adotando o mesmo critério: aplicando a 2ª dose nos primeiros a receberem a 1ª dose.

Já a AstraZeneca, que chegou em 26 de janeiro, está sendo usada exclusivamente para imunizar profissionais da saúde e o reforço dela deve ser ministrado 120 dias após a primeira aplicação. Portanto, essas pessoas ainda não estão recebendo a 2ª dose, já que precisam esperar o intervalo adequado e a chegada de nova remessa da vacina a Goiás.

G1 questionou, por e-mail às 10h33, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás sobre quando e quantas novas doses devem chegar ao estado, e aguarda resposta.

Confira balanço das vacinas em Goiânia

  • Recebeu total de 99.375 doses somando remessas de CoronaVac e AstraZeneca;
  • Aplicou total de 63.433 como 1ª dose;
  • Tem ainda 35.942.

G1 solicitou, de forma detalhada, por mensagem às 10h02, quantas doses ainda estão disponíveis de cada vacina – quantas para 1ª dose e quantas para 2ª – e aguarda retorno da SMS.

Ao menos 38 cidades goianas já tinham começado, até a última quarta-feira (10), a aplicação da segunda dose da Coronavac. Entre elas está Anápolis, a 55 km de Goiânia.

A reportagem pediu à SMS de Anápolis, por mensagem às 10h20, números detalhados de quantas doses foram recebidas, quantas foram aplicadas e quantas ainda estão em estoque e aguarda retorno.

 

Vacinação de idosos

Após a imunização dos grupos mais vulneráveis em que as doses foram levadas até os pacientes, as cidades goianas começaram a imunizar idosos com 85 anos ou mais em locais estratégicos.

Na capital, por exemplo, forma montados sete pontos de vacinação para esse público e dois em modelo drive-thru. Veja aqui mais detalhes sobre a vacinação desses idosos em Goiânia.

Ocupação de leitos e casos em Goiás

Em Goiânia, 69% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 69% dos leitos de Enfermaria – ambos exclusivos para Covid-19 – estão ocupados nesta segunda-feira, segundo SMS.

Já em Goiás, até a tarde de domingo (14), a ocupação de leitos de UTI para Covid-19 estava em 93%. No caso de leitos de enfermaria, 70% estavam sendo usados até então.

Segundo último balanço da SES, divulgado no domingo, mais de 371 mil haviam sido infectadas pelo coronavírus em Goiás. Desse total, 7,9 mil pessoas morreram por causa da doença.

Compartilhar

Deixe uma resposta