Governo Federal convoca “revolta da vacina” contra governo de São Paulo

Governo Federal convoca “revolta da vacina” contra governo de São Paulo
Imagem disponível em: https://www.agazeta.com.br/fala-leitor/china-ou-oxford-apos-cloroquina-agora-vacina-foi-politizada-0720

     Em 1904, entre os dias 10 e 16 de novembro, os habitantes do Rio de Janeiro protestaram contra a obrigatoriedade de vacinação contra a varíola. O médico responsável pelo projeto da vacina foi Osvaldo Cruz. 
     O Rio de Janeiro possuía graves problemas de saúde pública e a população era atingida por graves doenças como a varíola, a febre amarela e a peste bubônica
      As pessoas protestaram contra os péssimos serviços de saúde e contra as obras de infraestrutura que estavam sendo realizadas na época, pois os inúmeros cortiços, os lixos amontoados, a falta de estrutura urbana contribuíam para a proliferação de parasitas diversos. 
    Esta semana, após anúncio do governo de São Paulo que conseguirá imunizar a população até no máximo abril de 2021, o governo federal, na pessoa do presidente conclamou os paulistas para se revoltarem contra a vacinação. 
    Há claramente uma disputa política neste meio pois o governo de São Paulo está produzindo a coronovac no Instituto Butantã em parceria com laboratório chinês. Já o governo federal, que não liberou um real para a produção desta vacina, tem outra vacina em foco. Para o presidente, a vacina que deve ser aceita no Brasil é a que está sendo testada pela equipe de Oxford. 
      A vida deveria ser mais importante que disputas políticas. Se são comprovadamente eficazes, porque não várias vacinas?  Seria mais fácil vacinar todo mundo. Mas isso não vai acontecer. E todo mundo sabe o porquê.

Da Redação
Francimar Bezerra

Compartilhar

Deixe uma resposta