Mais barato que uma latinha de refrigerante.

Mais barato que uma latinha de refrigerante.

Para quem deseja viajar por algumas horas tem que se preparar. Viajando de Goiânia  ao Pará com minha mãe que faz essa rota com certa frequência a vi se preparando com bolsas térmicas, comidas e bebidas para não ter que comprar comida no caminho. Muito caro. Ok. Ainda na estação rodoviária, descobri que não tínhamos copos descartáveis.

Resolvi comprar uma latinha de guaraná e pedir os copos descartáveis. Quando ouvi o preço que dava para comprar uma centena de copos descartáveis, desisti da latinha de guaraná e resolvi comprar o pacote de copos descartáveis.

Lá na loja descobri que tinham todos os tipos de artigos, mas não tinham copos descartáveis. Hum, até duas xícaras talvez fossem mais baratas que o tal refrigerante. Encontrei então uns copos de vidro e decorados com motivos natalinos por 1,99. Dois copos bonitos mais baratos que um latinha de guaraná. Achei que lucrei.

Mas minha alegria não durou muito. Na primeira parada que  fomos ao banheiro, paguei 1,00 por pessoa para entrar, mas poderia ter desconto na lanchonete. Muito bem, vou usar o desconto pra comprar a latinha de guaraná que minha mãe queria. Resumo da ópera: mesmo com desconto de 1,00, ainda paguei 5,00  na latinha de guaraná.
Até um litro de gasolina, meio quilo de moela, custam menos que uma latinha de refrigerante na estrada. Que absurdo!

Francimar Bezerra de Almeida
Professora da Rede Municipal
Autora do Sistema Pomares de Ensino
Presidente da Academia Morrinhense de Letras

Compartilhar

Deixe uma resposta