MEC divulga Ideb e escolas comemoram

MEC divulga Ideb e escolas comemoram
Imagem editada. disponível em: https://www.nazarepaulista.sp.gov.br/noticia/1740/educacao-de-nazare-paulista-conquista-nota-65-no-ideb-2017-divulgacao-inep-30082018/

    O MEC divulgou na manhã de ontem o resultado do Ideb – Índice de desenvolvimento da Educação Básica, relativo a 2019. Este resultado é esperado com ansiedade pelos gestões municipais  e educacionais pois indica que os municípios e os estados estão se esforçando e investindo na melhoria da educação.
    O Ideb é realizado a cada dois anos, a partir de uma avaliação nacional onde alunos de 5º Ano e de 9º ano são avaliados por escrito nas disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática. Mas não é só a nota que conta. São observados também aspectos relativos à estrutura da escola, formação dos professores e taxa de reprovação e evasão escolar. Ou seja, a taxa de aprovação deve ser a missão da escola.
   Mas não é só aprovar, porque as avaliações medem os índices de proficiência dos alunos em leitura, escrita e raciocínio lógico. Se o trabalho realizado na escola gira somente em aprovar, os números vão indicar alto índice de aprovação e baixo nível de habilidades e competências nas disciplinas avaliadas. Uma discrepância.
   Em Morrinhos a Educação está em festa pois todas as escolas apresentaram resultados dentro das metas projetadas para 2019. O município alcançou a média de 6,7 para os anos iniciais.  Tanto a rede estadual de ensino como a rede municipal são responsáveis para que o município figure acima da meta nacional de 5,9 nos anos inicias.
  Os estados de Mato Grosso, Goiás e Ceará apresentaram os melhores resultados no ensino fundamental sendo que o Ceará tem médias melhores nos anos inicias e é o primeiro no ranking quando ao resultado de 6º ao 9º ano. Já o estado de Goiás apresentou os melhores resultados quanto ao Ensino Médio.
    Mesmo com os resultados do Ideb, a educação brasileira precisa caminhar muito para que crianças e adolescentes adquiram habilidades e competências de fluência e excelência na interpretação e análise de textos, na produção escrita e nas áreas de raciocínio lógico e matemático, além das outras áreas de conhecimento, é claro. 

Da Redação
Francimar Bezerra 

Compartilhar

Deixe uma resposta