Operação Vendilhões apura irregularidades em fundação responsável pela Basílica de Trindade

Operação Vendilhões apura irregularidades em fundação responsável pela Basílica de Trindade
Imagem disponível em https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/casa-de-praia-na-bahia-e-fazenda-de-r6-milhoes-em-abadiania-estao-entre-imoveis-adquiridos-com-dinheiro-doado-a-afipe-276819/

        O Ministério Público de Goiás deflagou nesta sexta-feira 21, a operação Vendilhões que apura lavagem de dinheiro e sonegação na Afipe – Associação Filhos do Divino Pai Eterno – fundação responsável pela construção da Basílica de Trindade. 
        O Padre Robson de Oliveira, responsável pela administração do Santuário, fundador e presidente da Afipe, é investigado por lavagem de dinheiro e associação criminosa. Além disso os 16 mandatos de busca e apreensão pretendem apurar crimes de apropriação indébita, falsificação de documentos e sonegação fiscal.
        A operação Vendilhões resulta de outra investigação anterior referente ao sacerdote que viu-se envolvido em caso de extorsão em 2019. Segundo apurado, o padre foi vítima de chantagem de um hacker. Na ocasião, os recursos para pagamento da extorsão, cerca de R$ 2 milhões, foram retirados indevidamente da Fundação.
        A Basílica de Trindade é uma das mais importantes da fé católica no Brasil. O município de Trindade, situado na região metropolitana de Goiânia recebe todos os anos uma das maiores romarias do país. Em 2019, a cidade recebeu aproximadamente 3 milhões de fiéis. 

 

Da Redação
Francimar Bezerra

 

Compartilhar

Deixe uma resposta